Notícias

Categorias  


Gestores Governamentais iniciam reuniões com as Geres e compartilham experiências

10/03/2018





Os Gestores Governamentais da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), através do Núcleo de Gestão por Resultados na Saúde (NGR Saúde), participaram na última quarta (07) da primeira reunião de Colegiado das Gerências Regionais de Saúde (Geres) do ano de 2018. Na ocasião, foram apresentadas as linhas gerais do projeto de atuação do núcleo junto às Geres para o ano corrente.

Em função da redistribuição de atividades realizadas no NGR, os gerentes das regionais puderam conhecer pessoalmente os Gestores Governamentais (GGOVs) do núcleo que acompanha cada uma das Geres, além dos objetivos e cronograma do projeto. No encontro, também foram citadas as principais causas de mortalidade evitável por região e debatido um questionário que será aplicado in loco pela equipe do núcleo, em parceria com as Geres em 24 municípios, englobando todo o Estado. A ideia é realizar um diagnóstico local e análise dos dados para observação de eventuais correlações entre a estrutura de saúde disponibilizada no município e os resultados do Pacto pela Saúde, considerando que na Saúde a assistência básica é de responsabilidade dos municípios.

“Tivemos a oportunidade de planejar internamente o projeto, agregando as diversas experiências dos integrantes do NGR e contamos com a importante contribuição do Gestor Governamental Hugo Medeiros na formatação do questionário. Sabíamos que os gerentes das Geres poderiam, com seu conhecimento em saúde, somar contribuições importantes, o que aconteceu.”, afirma o Gestor Governamental Ryan Amorim, gerente geral de gestão por resultados na saúde.

O projeto prevê a realização de reuniões específicas entre o NGR Saúde e cada uma das doze Geres para a definição da estratégia de aplicação do questionário e de outras ações que serão realizadas ao longo do ano entre os atores. “Todos nós, Gestores Governamentais do Núcleo de Gestão por Resultados na Saúde, estamos empolgados com o início do estudo. Sentimento que também é compartilhado pelos gerentes das Gerências Regionais de Saúde. Acreditamos que com a conclusão deste trabalho poderemos ter um diagnóstico real dos determinantes das causas das mortalidades evitáveis e infantis no estado de Pernambuco. Esperamos que o resultado deste projeto possa ser usado como subsídio na criação de políticas públicas voltadas para a redução dessas mortalidades”, afirma o Gestor Governamental Gustavo Falcão.

Os encontros in loco estão agendados para abril.  

Postado por: Maria do Carmo de Andrade Lima

ComentáriosConfira opiniões e avaliações de clientes!

Enviando Comentário Fechar :/

Voltar